novembro 24, 2020

Scuba News

Notícias do mergulho

Coronavírus 2019, o que você precisa saber

O que você precisa saber neste momento

O coronavírus tem estado nas notícias – e por boas razões. Milhares de pessoas na China foram afetadas. Muitas cidades e alguns países no mundo enfrentam restrições de deslocamento na tentativa de restringir a circulação do vírus. E muitos locais públicos e atrações turísticas ao redor do mundo foram fechados.

Para saber mais sobre os destinos que possam interessar, sugerimos consultar os links da Anvisa, Ministério da Saúde do Brasil e OMS

O que é o Coronavírus?

O coronavírus é uma família de vírus que tem causado mortalidade e morbidade consideráveis ao longo dos anos. Ele recebeu este nome devido a espinhos em sua superfície que se assemelham a uma coroa. Outros coronavírus importantes incluem a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS, na sigla em inglês) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS, na sigla em inglês). Eles são zoonóticos, o que significa que residem em animais hospedeiros e podem se tornar infecções humanas sob certas condições. A SARS estava associada a gatos selvagens e a MERS a dromedários. Outros coronavírus que não afetam humanos já foram encontrados em outros animais.

Acredita-se que esta nova linhagem de coronavírus originou-se em um mercado de frutos do mar na província chinesa de Hubei na cidade de Wuhan (com uma população de 11 milhões de pessoas), em pleno inverno.

Devemos nos lembrar que a maioria das pessoas irá ser infectada por um dos menos virulentos coronavírus durante sua vida e irá ter contraído o vírus através da tosse ou espirro de outra pessoa, contato das mãos com superfícies infectadas, ou um aperto de mãos, e então tocando seus olhos, nariz ou boca.

Sintomas e Tratamento do Coronavírus

Os sintomas são semelhantes aos da maioria das infecções virais com síndrome respiratória e incluem dor de garganta, febre, nariz escorrendo, cansaço, e mal estar. Testes de laboratório estão disponíveis para os casos suspeitos. Estão disponibilizados ate o momento em rede pública sob orientação do Ministerio da Saúde , em alguns laboratórios privados de grandes centros. Em breve a ANS devera autorizar a realização via plano de saúde .

O tratamento se concentra nos sintomas. Infecções que causam pneumonia são as mais preocupantes, assim como aquelas que envolvem idades extremas( notadamente os idosos) e pessoas imunocomprometidas( como diabéticos com controle ruim da glicemia, hipertensos, usuários de drogas imunossupressoras e quimioterapia )

Não existe imunização atualmente disponível para o Coronavírus , embora já existam pesquisas avançadas para a vacina.

Proteção e Prevenção

A Organização Mundial da Saúde (OMS) monitora a propagação do vírus e publica informações sobre como se preparar para a presença do  vírus com instruções para o monitoramento, tratamento e controle. As recomendações para prevenir sua disseminação são semelhantes às da maioria das infecções respiratórias. Elas incluem medidas de higiene e de etiqueta respiratoria:

  • Evitar contato próximo com pessoas que possam estar doentes e que estejam tossindo e/ou espirrando.
  • Lavar suas mãos com sabão e água corrente (ou usar desinfetante para as mãos com base de álcool) frequentemente — após tossir e espirrar, ao cuidar de pessoas que estejam doentes, ao preparar comida, e antes de comer.
  • Evitar tocar no seu nariz e olhos. Lavar as mãos antes disso
  • Cobrir seu nariz e boca ao tossir ou espirrar. (figurinhas de etiqueta respiratoria)
  • Limpar e desinfetar itens que sejam frequentemente tocados.

Qualquer pessoa com sintomas deve evitar contato com outras pessoas (fique em casa se estiver doente!). Boa alimentação e boa hidratação e procurar assistência médica se tiver dificuldade respiratória, febre que não cessa ou qualquer   sinal de piora. Use máscara se tiver sintoma respiratório , para ir ao medico. Ou solicite uma máscara assim que chegar ao serviço medico.

[Atualização 02/03/2020] O CDC e a OMS confirmaram na semana passada que pessoas que estejam contaminadas com esta linhagem de coronavírus – mesmo aquelas que não apresentam sintomas – são contagiosas durante o período de incubação (2 a 14 dias). A descoberta levou as autoridades de saúde a recomendarem as seguintes precauções adicionais:

  • Evitar contato próximo com pessoas que tenham estado recentemente em países com transmissão sustentada do vírus; essa lista é atualizada diariamanete pelo Ministerio da saúde e CDC e OMS
  • Todos aqueles que tenham estado recentemente  em países com transmissão sustentada do vírus devem buscar avaliação médica se apresentarem sintomas como febre, tosse e espirros, mal estar geral e informar seu trajeto
  • Como o tratamento para o coronavírus 2019-nCoV se concentra nos sintomas – não existe cura ou vacina no momento – pessoas que ainda não foram expostas devem considerar tomar vacina contra possíveis complicações secundárias de pneumonia e influenza.  

Esteja Ciente das Restrições de Viagens

“Embora a Organização Mundial da Saúde ainda não tenha declarado uma emergência de saúde global, o CDC desaconselha viagens não essenciais . Independentemente de para onde você esteja viajando, esteja preparado para alterações em seus planos de viagem, já que alguns países podem impor proibições e restrições de viagem conforme a situação se altera. “Triagem em aeroportos importantes como Chicago, Nova Iorque, São Francisco, Atlanta e Los Angeles já começaram, mas nenhuma restrição de viagem foi determinada

 [Atualização 02/03/2020] Muitas companhias aéreas internacionais interromperam alguns ou todos os voos para ou partindo da China e em países com transmissão sustentada do vírus. Pessoas que estiveram recentemente em países com transmissão sustentada do vírus devem esperar ficar em quarentena para observação por até 14 dias a partir do dia de entrada nos Estados Unidos. Outros países também impuseram restrições similares.

Se você tem planos para viajar…

Para quem estiver viajando para fora do país, o Diretor de Pesquisa Sênior da DAN Peter Denoble, M.D., D.Sc., oferece estas dicas de segurança:

  • Evite visitar mercados com animais ou fazendas.
  • Se você estiver em um país com uma transmissão sustentada, tome precauções se precisar visitar um hospital.
  • Se você tiver que viajar para um país com um surto, leve máscaras de proteção e desinfetantes de mão com você – por precaução.
  • Esteja preparado para triagens e atrasos em aeroportos e outros portos de entrada.
  • Assegure-se de que tenha consigo tudo o que precisa – incluindo seus medicamentos – em uma mala de mão, para o caso de ficar retido.

Últimas notícias sobre o Surto de Coronavírus

Fonte: DAN Brasil

%d blogueiros gostam disto: